quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Menino Valente
(Neyde Noronha)

Seu olhar distante
Sonhos de cabanas
Curiosidade de conhecer
O mundo e pessoas
Talvez o sol atrás dos montes

Desejar se ver distante
Porque, sempre perguntei a mim?
E essa tua carinha
Não viu as nossas lágrimas
Quando se foi em despedida.

Bela face de jovem
Olhos brilhantes
Ousadia
Menino valente
Vontade de viver
De vencer na vida

Parece que tu sempre querias partir
como as aves que voam errantes...

Muitos ganhos em conhecimentos
na vida que passa num instante...
A cada manhã que emerge,
deixando tua infância no d'antes?

O recanto onde moravas
Sente ainda a tua presença
O lugar tão agitado
A família em desavença
Encontros e desencontros

Despedidas...
Idas e voltas
Lagrimas...

Tal qual o riacho, eternamente

Não queres voltar
A cidade já não é a mesma
A saudade, sim
Ela aos poucos engole a gente...
Sufoca um coração de Mãe

Ah! Menino, se pudesse
prendê-lo eternamente...
Dentro de mim eu faria,
para todo o sempre!

Como a chuva num repente!
Deixas teu cheiro e a saudade,
de quando me foste presente...

Em breve, nos veremos
Em breve vamos nos despedir
Outra vez.

18/11/2012
Feliz aniversário meu filho!




Nenhum comentário:

Postar um comentário