sexta-feira, 4 de novembro de 2011


LITURGIA DA PALAVRA







TELA DE NEYDE NORONHA)

   NALDOVELHO

   Há uma certa magia
   na palavra que nos causa arrepio,
   com ela provoco incertezas,
   dou brilho às minhas fraquezas,
   evidencio a língua afiada,
   própria de quem gosta
   de poder sonhar.

   Há uma certa sabedoria
   na palavra que consigo perceber,
   com ela aprendo a semear poesia,
   a colher na vida o alimento preciso
   e a submeter paixões rebeladas,
   próprias dos que gostam de andar
   do lado errado da estrada.

   Há uma certa misericórdia
   na palavra que teimo em observar,
   graças a ela construo abrigos,
   descortino imagens,
   levo luz a recantos sombrios,
   consigo ser água de um rio
   que corre em direção ao mar.

   Há uma certa liturgia
   na palavra que preciso compreender,
   só assim desvendarei o mistério
   da palavra que não ouso pronunciar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário