quarta-feira, 28 de abril de 2010

                       Tela de Ricardo Newton - Rio de Janeiro
                                       Em homenagem à Deusa da Lua....

                                                                                    
Noite I

(Neyde Noronha)

Amiga sincera, companheira
dos momentos em que medito.

Te descubro, às vezes,
tão sozinha assim como eu,
 tão serena!

Quando fujo da solidão e te encontro.


Lua, companheira constante,
minha eterna harmonia
entre esta solidão e a melancolia.


Companheira noite,
Alma gêmea,
cuida de mim.

****


2 comentários:

  1. Mas que companheira maravilhosa é anoite né amiga! linda sua poesia! bjos.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Socorro Amiga Prima sempre atenta as minhas escritas, tão simples como eu. Beijos, Neyde

    ResponderExcluir