quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Abstração- Neyde Noronha-óleo sobre duratex


Na solidão do pintor


(Neyde Noronha)

No vazio
Formas

Manchas inconscientes
Ficam na mente


Aprendiz de cores
Alquimia

Translúcida mistura
Passado e presente

Dia quente
Vermelho

Tom sobre tom
Deslizam pincéis

Pensamentos
Vão e vêm


Silencío
Tarde, noite

Busca de mim
Perto ou distante

Encontro de formas
Abstração

Fíguras, símbolos, magia
Alquimia
Foi contigo
Relevos
Matéria viva
Que explodia

Olhando para o céu
Sensações

Motivos diversos
Desenham-se noite e dia

Na solidão do pintor


*****

Nenhum comentário:

Postar um comentário