segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Caminhos verdes

Revivem lembranças: saudade, alegria, esperança e paz.
Criou-se algum dia, cultivou-se com o tempo
Caminhos eternos
Vivem
Nos ensinam a esperar...

Entre névoas
O sol espreita com brilho,
luz e calor
Para depois nos acalentar...

(Neyde Noronha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário