quinta-feira, 31 de maio de 2012

DUETO
Embriagados Sorrisos...

Sorrisos embriagados se alegram com mais uma dose colorida de iluzão.
E assim a vida se ergue pelo tempo, escalando o pico mais alto da cordilheira dos sonhos, onde está escrito em uma rocha, que o sublime castigo do sêr, é a própria existência.

Júlio César Chiovatto.

Ilusão em sorrisos embriagados- Esperanças,talvez.Momentos de embriagues onde o tempo não existe só os sonhos que se tornam reais ou ficam esquecidos em nossa mente,ao amanhecer.

Neyde Noronha

Nenhum comentário:

Postar um comentário