terça-feira, 24 de abril de 2012

Acredito
(Neyde Noronha)


Acredito na eternidade,

Confio no acaso

Acredito no amor
mas desconfio dele!

Nas emoções
Pensamos no amor eterno

Esquecemos o último amor!
Na prevista felicidade 
-Portas se fecham 

Enquanto outras se abrem

Porque não acreditar? 

Existe aquela sinfonia 
Que ainda não ouvimos
o prazer de recomeçar.
Princípio de tudo
Nas grandes tempestades,
na ausência.

Mudanças 
Que a vida oferece
*************

Nenhum comentário:

Postar um comentário