sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

No Murmúrio de sua ausência

No murmúrio da tua ausência
No cantar das manhãs claras
No segredo das palavras raras
Que os nossos olhares trocaram
No sol aberto do teu sorriso
Abraço a saudade e senti...
O ter-te tão longe e tão perto
E sentir-te em todos os momentos...
Longe parecem estar esses tempos...
E nos abraços que amaram
Junto ao mar suave e bravio
E também nas margens do rio

Que corre no fundo do vale
E dos beijos de sabor a sal
A mel, a doçura, a prazer
Hoje fico sem saber
Se ainda existo em ti

Por: Isidro Beleza

Um comentário:

  1. Olá Neyde,
    além dos belos poemas, as fotos estão maravilhosas!
    Um bom fim de semana

    ResponderExcluir