quarta-feira, 27 de julho de 2011

Só...Contigo

(Neyde Noronha)


Quantas vezes chegaste
Quantas vezes foste embora
Deito-me na relva
tão verde quanto a minha esperança

Tanto desejo reviver
O som bonito que escutava
Vinha do portal da tua terra
Depois de longa viagem
Tempos idos,
perdidos de paixão.

Tanto desejo de reviver
A tua presença
Só...contigo!

Hoje, basta-me apenas
Alimentar a memória
Consolar a angústia de tua ausência
Nas lembranças que ficaram
Do meu amor por ti.

*****

Nenhum comentário:

Postar um comentário