domingo, 11 de julho de 2010




Sonho

Neyde Noronha

Sonhei que vi alguém

Me chamando

Me dizendo coisas

Que nunca ouvir dizer



Como há muito não sonhava

Pensei que este alguém

tão imaginário

Calaria

O meu choro



Que nada

Acordada

Sonhei

Tentei

Pela segunda vez

Ele nada dizia

Nada falava

Acabava de matar

Alguém de amor.



Assustada

Jurei nunca mais

Pensar nele

Tomou o rumo

De sua vivência

Lá se foi - A última vez.
























Nenhum comentário:

Postar um comentário