segunda-feira, 26 de abril de 2010

MINHA VERDADE
Neyde Noronha

A melancólica emoção
e uma saudade infinita
ficou no meu ser
em destroços largados
Pedaços de sonhos desfeitos
sem paz, clamando pelo reencontro

Se em teu mundo me encontrares
Meu riso triste verás
no meu esconderijo
E se me procurares,
me liberte

Talvez em telas
me encontres
como personagem de um sonho,
coadjuvante,
Desenhada em obras medíocres
do teu passado
e da minha forte paixão
em cores apagadas.

Porque sem ti,
não posso colorir o mundo.
Apenas, manifesto uma última vontade:
que a conserves para nunca me esqueceres.
SE NÃO SEI VOAR...
Neyde Noronha

Sempre quis ter asas para voar...
Se as tenho, não sei por onde elas andam, juro...
Sou passarinha dos meus sonhos,
das minhas fantasias,
dos meus pesadelos, sei mais o quê...
Sou alguém que sempre quis voar...
E muito além dos meus sonhos
sou aquela que deseja no limite, no absurdo
de cada momento,ousar
e sentir a corrente de um amor,
não escravo
perdido e feiticeiro
que sempre me leva a um lugar comum.

22/9/2002
*******

Nenhum comentário:

Postar um comentário