sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

pintura sobre papel cartão em duratex 0,60x0,80cms. Neyde Noronha




Pintor

(Neyde Noronha)

Pintor alma-gêmea na busca, na inquietação.

No dia-a -dia, cheio de planos e projetos.

Pintor, pensador noturno que vagueia na noite, em busca de inspiração

-A boemia, sua atração

Pintor nada tem para dizer quando chega a casa

- Não, não irá madrugar



Pintor deixa sua marca nos espaços coletivos

Na alma de toda gente

-Sente

Mais do que ninguém sabe o que é passado,

o que é saudade,felicidade e solidão.

- Pintor - esperança

Um tom a mais lhe transporta a uma pincelada cheia de fantasia

-Isto lhe faz sorrir

Viver sua vida , acampar na imaginação,

Na imagem de alguém que ficou ou se foi

Viajar nos seus sonhos, buscar o futuro

Ou estacionar no presente.

Pintor de alma pura sente

Não chora de saudade, não...

Vá descansar para sonhar acordado

Amanhã, outra vez



*****

Nenhum comentário:

Postar um comentário