sábado, 1 de setembro de 2007


Me chamam DeColores
(Neyde Noronha)

Cheguei bem perto de ti

Com muita vontade fiquei.

Pintei a primeira tela

ao amanhecer

Escrevi poemas

ao entardeder

Aqui chego

fico até a noite

Mostro ao mundo com letras

formas

meus risos

minhas dores

Mas confesso

sem pretensão

sem modéstia

ou discrição

Que me chamam DeColores

Nenhum comentário:

Postar um comentário