quarta-feira, 13 de junho de 2007



Um Anjo então seria
Ou uma fada cantante
Continuaria a desafiar
O solitário homem
Sua harpa soa, lindamente
Declama os seus versos
Porque deles faz o seu canto
Esta tudo pronto para constantes sonetos
Delírios de sonhadores
Que alongam o amanhecer
Na madrugada
Não mais tão fria
Com você
(Neyde Noronha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário