sábado, 9 de junho de 2007

Desperta o meu ser

Neste porto encoberto pela neblina
Um coração bate forte
Angustiado pela tua ausência
Buscar-te, não o farei
Mas espero, com paciência
Viver ao teu lado
Libertar-me das amarras que me afligem
Tenho dúvidas,tenho dívidas
Com aqueles que aqui estão
Algum dia, talvez
Possa o destino levar-me para bem longe
Onde a saudade será maior
Que o próprio desespero
Um coração perdido
Desperta para sempre
Em vez de procurar me oferecer
Quero me amar
Para te fazer feliz
Tão amante
Verdadeiro
Todo meu

Desperta o meu ser

********

Nenhum comentário:

Postar um comentário